16 de abril de 2008

 

Largo de S. João (Castelo Branco)

ESTE É O MEU GRITO DE INDIGNAÇÃO, SINCERO E SENTIDO.
Afinal, contra todas as vontades instaladas lá apareceu um impecilho para atrasar as obras de mais um parque subterrâneo na urbe albicastrense. Mas esta "coisa" só apareceu quando foi manifestamente impossível esconder a sua existência. Ou será que a obra era acompanhada, ou foi acompanhada por arqueólogos? Se foi, desde já a minha estranheza por não ter sido detectada a vala escavada na rocha desde a superfície até chegar ao aqueduto subterrâneo. Ou terá sido acompanhada virtualmente, como me parece que o foram quase todas as obras que têm sido feitas no concelho de Castelo Branco. Põe-se a pergunta, melhor é um imperativo moral, pedir responsabilidades a quem? Aos arqueologos á Câmara (dentro da mesma a quem) ao ex-IPPAR, ao ex-IPA?

Mais uma vez a culpa vai ser dos vestígios históricos que teimam em aparecer e que cada vez mais é dificil de os esconder.

Como Albicastrense (embora cá não resida já há muitos anos, sou mais um da diáspora albicastrense) não posso deixar de me indignar perante as continuadas tentativas de branqueamento da história de Castelo Branco, feita por gente de fora, que só sabe fazer obra de betão e substituir a toda a pressa jardins por granito polido. Estranho os habitantes de Castelo Branco por assistirem impávios e serenos à progressiva destruição do seu passado histórico e à descaracterização da sua cidade, trocando-a por uma modernice bacoca e sem alma.

Sei que me vão chamar nomes, aliás as ameaças telefónicas anónimas começaram já ontem à noite ainda antes de escrever esta peça. Aliás esssa chamada foi o destapar da tampa da panela. Como Albicastrense de gema, e em Castelo Branco não haverá muitos, indigno-me contra esta política cultural que só destrói o passado e as coisas com que os albicastrenses se têm identificado ao longo dos anos. Meu falecido pai, morreu desgostoso com o que esta Câmara foi fazendo com a cidade, onde progressivamente foram deturpando todos os lugares da sua , e minha, infância e juventude, substituídos por protótipos de falsa modernidade que mais não são que uma tentativa da perpétuação do nome de uma pessoa. Mas essa pessoa vai ficar na história só por ter destruído e descaracterizado a cidade dos Albicastrenses. Pudera são todos forasteiros......

Etiquetas: ,


Comments:
A fotografia é mais uma vez do António Verissimo do Blog ALBICASTRENSE. O seu e seu dono.
 
Tambem constacto dessas barbaridades por todo o lado!
Creio que ja tinha comentado isso com o meu amigo, qual sera a razao porque se decide colocar esse granito polido em tanto lado?!
Ate na minha antiga vila de Algodres, que so teve as ruas pavimentadas como "pedra miuda" no seculo XIX se nao me engano, agora com a requalifificao decidiu-se pela colocacao de uma passadeira de pedra polida pelo centro das ruas medievais!
Sera que e, para as possiveis turistas nao meterem os saltos dos sapatos nos intervalos das pedras?

Tanco bacoquismo e tanto dinheiro mal gasto!

Um abraco de amizade dalgodrense.
 
Senhor Joaquim Batista, quando afirma que é necessário defender os "achados arqueológicos" da sua cidade eu concordo inteiramente consigo já basta o que fizeram ao longo dos anos, mentes brilhantes a destruirem tudo o que aparecia, e dou o exemplo da minha terra Idanha-a-Nova onde foi destruido o Castelo da vila para ser feita uma estrada e várias casas,segundo me dizia a minha avó o castelo era bastante bonito e pode-se confirmar no livro das fortalezas portuguesas.Mais recentemente foi alterado um cruzeiro centenar do adro da Igreja para ser ai feito um pequeno lago artificial sem nexo algum!
Reconheço o seu empenho em valorizar estas situações, mas quando se refere aos "forasteiros" já não posso concordar inteiramente com o senhor, acredito que se refira ao próprio Autarca pessoa que muito fez pela minha terra e pela sua, quem viu Castelo Branco à uns anos e quem a vê!!!
Quanto ao resto inteiramente de acordo!
 
Há uma crise de valores culturais em Castelo Branco.Assistimos impávidos a destruições patrimoniais nas barbas de quem é paga com o nosso dinheiropara o fazer. O passado é um país longínquo, Joaquim.
Alguém diz que o Morão rima com betão.O Morão não sabe nada da alma de Castelo Branco. E essa de fazer muito, por amor de Deus o Morão é pago para ...fazer. O dinheiro é nosso, não é do Morão.Ele não "faz" mais do que a sua obrigação. Claro ?
José Alvim
 
Há uma crise de valores culturais em Castelo Branco.Assistimos impávidos a destruições patrimoniais nas barbas de quem é pago com o nosso dinheiro para o fazer. O passado é um país longínquo, Joaquim.
Alguém diz que o Morão rima com betão.O Morão não sabe nada da alma de Castelo Branco, nem tem que saber. Ele gosta de obra, ainda bem para a cidade. tem é que se convençer que , vá lá, não é o Marque de Pombal e não houve nenhum terramoto... .Agaora essa de fazer muito, o Morão é pago para ...fazer. O dinheiro é nosso, não é do Morão.Ele não "faz" mais do que a sua obrigação. Claro ? Todos osautarcas vão fazendo o melhor para as suas terras. Ou não?
 
Senhor Alvim quando afirmo que o Senhor Mourão já fez muito e há de continuar a fazer, digo-o com conhecimento de causa. Se ele é efectivamente pago para fazer já os que por lá passaram antes dele tambem recebiam e nada faziam certo?!!!
Como referi anteriormente concordo plenamente que se proteja o nosso património mas nunca poderei permitir que se achocalhe um nome de um Autarca que muito tem contribuido para o desenvolvimento da região.
Como diz o povo contra factos não há argumentos.
Abraço!
 
Uma vez mais os "blogues" (este e o Albicastrense) na vanguarda das preocupações com o património!
Os jornais apanham a boleia... em Castelo Branco:
Gazeta do Interior (bom trabalho, incluíndo o texto do Pedro Salvado);
Reconquista (a fotografia mostra a "revolução" protagonizada pela "escola" arqueológica de Castelo Branco, com o esse grande instrumento arqueológico à direita da foto);
Povo da Beira (NEM UMA LINHA... acordarão na próxima semana??)

Ouvimos hoje o Sr. Presidente Joaquim Morão dizer que se preocupa com o património... Talvez, talvez!

Será que o Director da Reconquista percebeu a ironia da imagem que publicaram?

Um abraço,
Luís Norberto Lourenço
 
Isto vai pior do que imaginava.

Crise da valors em Castelo Branco ? E o resto do País não tem crise de valores nenhuma ??

Esse anónimo deve estara dormir.
 
Sr. José Alvim

Quando se utiliza uma expressão que não é nossa, manda a regra referenciar, citar, etc??!!

"The past is a foreign country" David Lowenthal
 
Alguém já visitou o Túnel ou Mina?
 
É com imenso prazer e agrado que vejo alguém que estava a mesma batalho que nós!
É com orgulho que digo que estaremos acordados para todos os assassinatos que façam contra o património!
Apesar de Tomarense de gema e estudante de Conservação e Restauro, conheço (+-) a bonita cidade de Castelo Branco, apesar de conhecer mal a sua história, já sabia da existência de um túnel / aqueduto ou passagem subterrânea á muito tempo... Mas como não conhecia aí ninguém que travasse as mesmas lutas que nós travamos em Tomar nada pude fazer em relação a isso, se não comentar no meu blog.

O que se passa em Tomar é um pouco diferente, anda tudo a escavar à procuro dos tão falados e famosos túneis... está tudo desejoso dos conhecer... Mas as entradas que eram conhecidas foram tapadas nos anos 4, pelo nosso conhecido Salazar a sua politica de devolver ao património a sua originalidade, removendo tudo o que pudesse levar a "outros caminhos"...

Amigo força!
Nunca deixe de proteger aquilo que é seu... e no fundo.. de TODOS NÓS!!!

www.templariosthomar.blogspot.com
 
Senhor Joaquim a ver se me pode dar uma informação. Quêm foram os iluminados que decidiram alterar a catedral?
Aquele chão está do pior, não seria possivel restaurar o mesmo em pedra de granito obdecendo assim ao seu passado?
 
Senhor Joquim a Catedral a que me refiro é de Idanha-a-Nova.
 
Idanha-a-Velha quererá dizer. Engano-me?
 
Exacto, queria dizer Idanha-a-Velha.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?