2 de dezembro de 2008

 

A ponte romana não é romana?










Desde há muito tempo que se normalizou apelidar de romana qualquer ponte ou calçada que aparecesse por este Portugal fora. A ponte velha de Idanha-a-Velha também não escapou a esta acção e desde os "sábios" aos "inventores do património" ela é romana, doa a quem doer, nem que seja preciso reescrever a história. Na nossa modesta opinião tal ponte de romano nada tem. As pedras com que é feita, essas sim foram talhadas pelos romanos para construir as suas casas, casas essas depois destruídas para a construção da muralha em período conteroverso. Segundo uns no Baixo Império, eu e mais alguns cremos que na Idade Média, às mãos dos cavaleiros da Ordem do Templo. Tais pedras não ficariam na muralha para sempre, no século XVI quando alguém decidiu fazer esta ponte, não tinha mais que ir lá buscá-las e aplicá-las na feitura da ponte. A nível construtivo esta ponte não possui qualquer característica da construção romana, e os romanos construiam sempre da mesma maneira seguindo regras muito apertadas. Por outro lado apenas construiam pontes em locais onde fosse estritamente necessário, o que não era o caso, pois existem alguns locais nas imediações onde era possível uma travessia a vau, já que o caudal do Ponsul, nesta zona, nunca foi muito intenso e mesmo alguma enchente maior duraria apenas alguns dias ou algumas horas. Não queremos adiantar mais sobre esta questão que está em estudo, mas para exemplo, vejam-se as fotos que ilustram este post. As duas primeiras da ponte de Idanha-a-Velha e a terceira da ponte de Segura, essa sim romana. A diferença salta à vista.

Etiquetas: , ,


Comments:
Caro Joaquim Batista com esta é que o senhor me tramou!!!
Eu que adora a história Romana e da época medieval sempre contemplei aquela ponte com alguma nostalgia, agora ao expor este caso fico na dúvida!Mas independentemente de ser ou não Romana para mim que já me habituei a olhar para ela como Romana desde pequeno irá continuar a sê-lo! Mas a sua chamada de atenção é bastante pertinente e dá que pensar.
Uma grande obra que não me canso de visitar e a Ponte Romana de Alcantara penso que esta não dá dúvidas?!
 
caro amigo joaquim, em primeiro lugar quero agradecer-lhe pelo facto de se "filiar" ao meu blogue como "seguidor". bem hajas pelo gesto. quanto às ditas cujas das pontes romanas que afinal não são romanas, acrescento o seguinte: salvaguardando o devido respeito pela avassaladora cultura romana que tudo transformou em romano até mesmo a memória dos lugares...apetece dizer, não..não é romano, é "nosso", é dos "nossos" ancestrais que habitaram este lugar!!! seria uma fraqueza colocar uma placa em cima destes lugares com a seguinte inscrição identitária: ESTE LUGAR NÃO É ROMANO É DOS NOSSOS ANCESTRAIS, É NOSSO E SERÁ DOS NOSSOS DESCENDENTES"...seria?

um abraço
 
As sapatas azuis da ponte de Segura também são romanas?
 
Não são. Foram uma grande obra com o apoio do IGESPAR!
 
Idanhense, a ponte romana de Alcântara tem também vários elementos de várias épocas sendo ainda possível distinguir elementos romanos. Mais correcto será dizer que é de origem romana mas entretanto já foi várias vezes restaurada e intervencionada ao longo da história.

Anónimo, no restauro da ponte de Segura cometeram-se algumas... "originalidades" mas, pelo menos, o seu perfil ficou.
 
Amigo Caetano obrigado pelo esclarecimento!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?