12 de dezembro de 2008

 

A balda arqueológica prossegue. A imprensa entrou calada e saiu muda


O local onde se situava a "Porta da Vila" do sistema de muralhas albicastrenses foi esventrado conforme se vê na foto do colega Luís Lourenço, por maquinaria pesada. Sendo este um ponto critico devido ao facto de aí residirem(temos quase a certeza) vestígios enterrados e mascarados da antiga entrada da cidade, muito estranhamos que mais uma vez os trabalhos não tivessem tido acompanhamento arqueológico. Há muitas maneiras de conciliar as obras e os vestígios antigos nas cidades e nos outros aglomerados urbanos, mas em Castelo Branco opta-se sempre pelo desprezo dos valores da cultura e adula-se o betão e a pedra. O mais estranho nisto tudo é a completa sintonia da imprensa albicastrense, que nada relata e a tudo dá o seu assentimento, ou seja a cultura é uma chatice para os tablóides albicastros.

Etiquetas: , ,


Comments:
No castelo já aterraram tudo, tendo feito o contrário do que prometeram, para além de criminosos do património, agora também são aldrabões
 
É verdade e a imprensa alinha a toda a linha com os desmandos camarários, só fazem publicidade e idolatram o mestre
 
E fazer queixa na GNR?
 
É chocante! :|
 
E fazer a denúncia deste e de outros casos semelhantes para meios de comunicação social a nível nacional como por exemplo o Regiões?
Caso não saibam foi assim que começou a escavação da Dr.ª Sílvia no castelo em 2000...

Se os meios de comunicação regional estão na ignorância ou simplesmente silenciados, e se as palavras dos blogs não passam do cyberespaço, o melhor é partir para algo que tenha realmente impacto... muitas vezes é só assim que as pessoas que moram ao lado destes atentados patrimoniais dão conta que eles estão a ter lugar!!!
 
Pois é mas na Câmara de Castelo Branco já lá não trabalha, o nosso amigo e grande defensor do património albicastrense Dr.Pedro Salvado, nem na RTP- Regiões uma pessoa sensível à defesa do património como é o Dr. Barata Feio. Podem tentar mas quem fala, aposto, vai ser o Presidente Morão.
A drª.Silvía , na altura recem licenciada, não era da Câmara e foi paga e bem, para ajudar a minimizar a destruição provocada.
 
Já é oficial, com testemunho de portugueses e espanhóis, a SAMFTPJ, pela voz da dua Presidente, diz que pretende mais do que ser amiga do Museu, pretende promover a salvagurada do património do distrito de Castelo Branco. Vamos aproveitar a deixa...

Já sabemos a quem bater à porta para dar a cara pelo nosso Património.

Cáceres, 13 de Dezembro de 2008
 
e quem é essa presidenta?
 
Anda tudo louco? A sociedade dos amigos do museu de Castelo Barnco também? Quem é essa ?
 
Acabou-se: http://www.youtube.com/watch?v=uINMj1WiMYE&eurl=http://republicalaica.blogspot.com/&feature=player_embedded

http://republicalaica.blogspot.com/2008/12/jornada-anti-patrimnio-e-anti.html

Já chega! Quem tem influência que se mexa ou que deixe os gargos que ocupa. A cidadania precisa deles...

Já!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?