7 de outubro de 2008

 

A careta


Para a história da defesa do património na região e dos seus principais actores oficiais e oficiosos, reproduzimos uma pequena entrevista ao Sr. Arquitecto José Afonso do Diário XXI, para todos os efeitos, ainda o director da delegação de Castelo Branco da Direcção Regional da Cultura do Centro, depois de ter sido quase uma década o responsável pelo IPPAR ( depois do tal fenómeno…).

Apresentado como “a cara da preservação patrimonial” – que raio de classificação - o nosso arquitecto deixa implícito variadas críticas ao novo modelo de gestão do património regional, comparando o de hoje como o do… antigamente.

Anuncia ainda que pediu a reforma por razões pessoais. Está no seu completo direito reformar-se depois de tantos anos de dedicação ao património nacional e regional. O Arquitecto Afonso soube muito bem compactar o espírito de missão patrimonialista do Estado como Delegado Regional de Cultura de Castelo Branco, com a direcção da delegação da Ordem dos Arquitectos do Distrito de Castelo Branco e com a bancada do Partido Socialista da Assembleia Municipal de Castelo Branco de que faz parte. Com tanta coisa, é normal que esteja cansado. Afirma que está muito doído com a situação de infuncionalidade – serve para pouco ou nada - a que este serviço público pago com o dinheiro dos nosso impostos, está sujeito com a nova orgânica …desconcentrada. Amigo Arquitecto Afonso não é falta de inteligência duvidar das certezas de certas pessoas. È de sábio. Quanto a caras ás vezes mais do que bajulices há gente que só entende as coisas quando nos seus carnavais de soberba politica e de burrice técnica são confrontados com uma grande careta…

Etiquetas: ,


Comments:
Parece que está a branquear a acção desse arquitecto que não soube defender o património da região. A começar pela cidade de Castelo Branco, aí então nunca teve nenhum sentido de técnico responsável. Ainda que controle a Ordem, ninguem culturalamente e sério liga ao que ele diz ou pensa. O Sr. Arquitecto Afoso deve saber que é feio morder em quem lhe deu de comer principalmente quando regressou do Oriente. A bem da credibilidade profissional pq é que não se "reforma" da Ordem ?ou está ás ordens do seu verdadeiro dono? um caso psiquiátrico de amor ódio que passa com uma jantarada?
Rey Wamba onde é que está a obra de décadas do Sr. Arquitecto Afonso? Sabe?
 
Continuam impavidamente a destruir património arqueológico;

Continuam a não cumprir as Leis;

Continuam a não respeitar o Passado;

Continuam a confundir;

Continuam a promover a mediocridade;

Continuam a ter medo da verdade;

Continuam a manipular a ciência;

Continuam a não ser arqueólogos;

Continuam a não ser historiadores;

Continuam a não ser políticos cultos;

Continuam a não ser políticos responsáveis;

Continuam a mentir;

Continuam a ser pérfidos;

Continuam ridículos;

Continuam a ser a prova do não ser;

Continuam a ser mentalmente ocos

Continuam a ter;

Continuam a ter mais;

Continuam a ter muito mais;

Continuam a ter mais e mais poder e dinheiro;

Continuam a ter só isto: tudo e mais alguma coisa

Continuam lá

Continuam


Mas como não acreditam na realidade começaram a ser fotógrafos.

Uma fotografia nunca é a realidade Continua-a. Será?


TUDO ISTO NUMA CIDADE PERTO DE SI

Onde é?
no reino do Sr. Arquitecto José Conceição Afonso. o ceguinho patrimonial
 
O ARQUITECTO NÃO É POIS UMA CARINHA LAROCA NÃO
 
O Sr. Arquitecto anda muito entusiasmado com o novo centro museológioco que anda a organizar no edificío dos Correios velhos.
O arquitecto resolveu um problema da Câmra que queria lá colocar um museu de brinquedos. Boa sorte.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?