12 de junho de 2008

 

As crianças, a Câmara de Castelo Branco e o Património

O que pensam as nossas crianças

Etiquetas: ,


Comments:
Eu gostava que o Sr. Presidente da Câmara Municipal se digne mandar recuperar alguns poços antigos para assim,os mais novos também os poder vêr.

Obrigado !


Bárbara Barata.
Querias minha amiga. O Senhor Presidente acha que um poço não é património. A pergunta é em que escola é que lhe ensinaram isso.
O Senhor Presidente pergunta sempre assim quando se refere a questões do património
: Quem te vendeu essa que aquilo é património ou arqueologia?
Reparem no uso do termo VENDEU
 
Engenhos como noras e picotas para tirar água dos poços são coisas que as novas gerações não conheceram. Por isso é sempre bom lembrar estes engenhos de captação de água. Aqui fica a ideia para um Museu da Água em Castelo Branco. Já temos tantos Museus: Museu FTPJ, Museu de Arte Sacra, Museu do Canteiro, Museu Cargaleiro, Museu do Brinquedo, e porque não também, o Museu da Água? Ao menos assim bem que se poderia preservar alguns dos achados que foram descobertos nas “interessantes" obras da cidade de Castelo Branco.
 
Por lapso não referi o Museu Académico, que me perdoem os responsáveis pelo mesmo.
 
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
 
Das duas uma ou o Joaquim Mourão mudou da noite para o dia ou as vossas mentes andam enganadas e confusas.
No passado no Concelho de Idanha-a-Nova muito património foi restaurado e conservado e dou aqui alguns exemplos:
Esposição de agricultura e de Olaria expostas no Centro Cultural Raiano.
Quanto a noras recuperadas só em Idanha que me lembro são 3, dois lagares de azeite recunstruidos, um em P. Velha outro em I.Velha,bem acho que fico por aqui com estes pequenos exemplos,ninguem é perfeito mas a memória é amiga da coerência.
Comprimentos.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?