14 de abril de 2009

 

A Via sacra no concelho de Idanha-a-Nova 2

Este é o plinto da oitava estação da via sacra idanhense, e que se encontra desaparecido desde há mais de cinco anos. Um dia misterisamente desapareceu da rua da Guarita onde estava há largos anos. Ninguém viu. Depois de desaparecido, à excepção da minha pessoa ninguém promoveu qualquer iniciativa para Idanha-a-Nova reaver um monumento tão seu. Temos de o dizer, as Autoridades Municipais brindaram-nos com a sua total ausência. Onde estará? Quem o levou? Será que foi para Espanha? Será que foi para o Fundão? Não sei, mas gostaria imenso de saber.
Mais um monumento engolido na avalanche de roubos e desmandos a que está sujeito o património desta zona de Portugal.

Etiquetas: , ,


Comments:
Caro amigo Joaquim
Se olharmos atentamente para os jornais de Norte a Sul do país, vamos encontrar referências à delapidação constante do nosso Património Cultural e Natural. Com verdadeiro espanto e perplexidade verificamos que as autoridades competentes pouco ou nada fazem. E a nossa perplexidade é ainda maior quando verificamos que as autoridades, sejam elas públicas ou privadas, têm nas suas mãos os instrumentos necessários para poderem actuar.
Se analisarmos os relatórios da PJ referentes aos anos de 1998-2007, verificando que os roubos do património, tráfico de obras de arte e outros bens culturais foram aumentando significativamente de ano para ano. Por isso, sendo o roubo do património considerado um crime, onde estão as autoridades para actuarem? E o que têm feito para evitar esses roubos? Aqui ficam mais umas questões em aberto à espera de respostas.
Um abraço do amigo
Manuel Leitão
 
Concordo com todas as considerações do meu caro amigo Manuel Leitão. Chega da roubalheira dos nossos bens nacionais!A "ladroagem" é que é de tipologia muito variada, do covil do Gato Preto até ao Exmº M da Cultura
Pedro Salvado
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?