8 de fevereiro de 2008

 

A falta de civismo dos caçadores

Por estes dias tenho-me deparado com inúmeras provas do pouco civismo e auto-estima dos caçadores que operam nos arredores de Idanha-a-Velha. Desde a minha horta até aos confins da freguesia não há quase um metro quadrado onde não apareça um cartucho de caça. Será que as autoridades ainda não detectaram tal falta de civismo?
As ruínas do balneário romano da Tapada das Poldras estão cheias de cartuchos, penso mesmo que foram para aí despejados de propósito. Sim, para não estarem à vista nos terrenos, alguém os apanha e deita para o interior das ruínas e para dentro das silveiras em volta.

Estou impressionado com a civilidade desta gente, eu que um dia pensei ser caçador. Destes? Não. Esta gente são vândalos no pior sentido da palavra. E mais desmandos vão fazendo... A carta de caçador era muito bem retirada a muita desta gente.

Etiquetas: , , ,


Comments:
Então, e o ecologismo fanático? Finalmente, parece-me estar a tomar consciência de um problema real, contaminação ecológica resultante da prática da caça. Mas, falta-lhe chegar a um problema ainda mais marcante. Qual é o material utilizado no enchimento dos cartuchos? Qual é o seu efeito sobre o meio ambiente? Onde é que esse material acaba por ir parar? Quais são os efeitos da sua introdução na cadeia alimentar? Quantas gramas de Chumbo incluem cada cartucho? Faça contas e veja os malefícios para o meio ambiente resultantes da permissão da utilização do chumbo na caça. Esse material pode por exemplo ser substituído por grânulos de pedra, por exemplo basalto, permitindo a diminuição da toxicidade resultante das actividades cinegéticas e também diminuindo a matança actual em que tudo o que mexe é alvejado mortalmente. Obrigado e bem-vindo ao grupo dos defensores ambientais, embora por via indirecta.
 
Não sendo, nem de longe, um adepto da caça, aceito que ela se possa efectuar dentro das mais restritas normas e controlos.
O efeito do chumbo dos cartuchos , como alguém aqui referiu, é obviamente lesivo para o Homem.

Numa época em que tanto se diz fazer pela descontaminação ambiental, bom seria que as autoridades competentes actuassem mais e falassem menos.

Cumprimentos.
Jorge Guedes
 
Apoiado!
 
A melhor maneira de, algum modo, prevenir o abandono de cartuchos no campo será:

- Quando um caçador fôr comprar por exemplo 50 cartuchos novos, ser obrigado a entregar 50 cartuchos vazios.

Claro que não seria uma medida que pare completamente com este tipo de prática (enraizada) do comum caçador, mas seguramente que ajudaria.
 
Boa ideia e para o chumbo, não se poderia fazer o mesmo? Isso sim, é que era uma excelente prática.........para a protecção da natureza.....
 
A medida atrás referida faz bastante sentido. Especialmente num período de escassez de matérias primas a nível mundial. Não vale a pena deitar metais preciosos (hoje este conceito alargou-se para além da prata e ouro) para o lixo, quando podemos reutilizar ou substituir por outros materiais menos tóxicos e baratos.
Infelizmente a falta de civismo de alguns caçadores ultrapassa bastante a questão dos cartuchos. O desrespeito pela propriedade privada e segurança de terceiros parece nunca ser punido. Conheço um caso em que um "selvagem" munido de caçadeira apontou a arma a uma mulher e respectivos filhos pequenos, em resposta ao pedido para sair o de seu quintal!

rgaidao
 
De facto á dias dei um passeio de btt pelos lados de Idanha-a-Velha e se não me ponho a pau tinha sido caça para algum caçador, os avisos que dão para quem passa são os tiros das suas armas, e salve-se quem poder, agora tenho muito mais receio de andar sozinho pelos belos campos do Concelho da Idanha.
 
Boa noite.
Antes de mais afirmo-me e orgulho-me de ser caçador.
Do problema aqui relatado, não me espanta, tanto mais que a lei que obriga os caçadores a recolher os invólucros dos cartuchos disparados, vai para 3 anos e possivelmente estes cartuchos devem ter mais tempo do que isso. Deduzo que por ser uma boa zona de caça aos tordos, seja até o resultado de várias dezenas de anos de, e reconheço-o, irresponsabilidade, mas que garanto cada vez meno usual nos caçadores.
No entanto gostaria que não rotulassem os caçadores, mas sim os portugueses, de falta e civismo. Este caso foi pelos caçadores, outros pelo BTT, outros no piquenique,no dia a dia de todos nós. Falta educação, civismo. Não queiram que não admitimos, (caçadores)sermos o bode expiatório do cada vez mais na moda, radicalismo ambiental. Quem mais do que nós, fomenta e gere o mundo rural, a biodiversidade de espécies cinegéticas e não cinegéticas? Quem contribui para a recuperação do coelho bravo, vítima da mixomatose e hemorrágica viral, espécie base da cadeia alimentar e fonte alimentar para a maioria das espécies com estatuto de vulnerável e em vias de extinção (lince ibérico, águia imperial, águia de bonelli,águia real, bufo real, entre outros)?
Se estiveram atentos, nos últios 2 anos, que prémios internacionais ganharam a Herdade do Pinheiro e a Herdade da Poupa (herdades de caça)?
Quem mobiliza centenas de voluntários e simbolicamente recolhe centenas de toneladas de lixo do mato, deixada propositadamente por todos vós, nós?
E muito mais haveria para dizer em abono dos caçadores e contra os que têm a missão e nada fazem.

Mário Pedroso
 
Pois, de facto todas as oportunidades são poucas para "apredejar" os caçadores.
A nossa sociedade é constituída por uma panóplia de mentalidades, e como em tudo há uns e outros.
O conceito de matador está a abandonar a grande maioria do caçadores. Há uma maior consciência no seio da actividade cinegética. Não que seja perfeita, mas até os ambientalistas fanáticos erram, e muito por vezes!!!
Li também que se deveriam entregar envolcuros vazios para a obtenção de novas munições. Apoio! Mas li que também se deveria fazer o mesmo com o chumbo. Saúdo a ignorância!!! Como é que se recolhem bagos com cerca de 2mm de chumbo que são lançados a 400m/s do cano de uma caçadeira? Só um cosmopolita ignorante pode fazer estas afirmações!
Mudar o chumbo para um metal inerte á natureza? Concordo!

Apenas quero com este pequeno testemunho dizer-vos que a caça é uma actividade ancestral. "Está gravada" no código genético do homem. É responsável pelo equilíbrio nas cadeias alimentares assim como pela sua preservação.
É também uma actividade que gira em torno do campo e do meio rural. Por isso tem no seu seio muita gente com menor índice cultural e talvez menos informada. Mas esses também tem todo o direito! Apenas necessitam de ser in/formados.
Vamos TODOS ajudar a que os caçadores sejam cada vez mais responsáveis nos seus actos e não nos deixemos levar por uma tola mentalidade cosmopolita que abomina por principio tudo o que é rústico e rural.
Não vá um dia acabarem coma caça e depois não sabemos o que haveremos de fazer com o desequilibro que se vai instalar no campo, com pragas a devorar constantemente as cearas, assim como predadores a entrarem pelas cidades, como já tem acontecido fora de Portugal.

Um caçador, não matador.
 
Como em todo o lado á os bons e os maus, essa zona de caça certamente que será uma zona ordenada e deste modo quem deveria de ser multado ou ser chamado á responsablidade não se conhecendo quem pós os cartuchpos no chão seria a assoçiação de caça.
 
Eu procuro ajuda para um probelma relacionado com este tema. Ontem num passeio pedestre recolhi um saco de cartuchos vazios deixados pelos caçadores, pensando que os poderia colocar na reciclagem (faz parte de um dos meus hobbies - GEOCACHING - não poluir e tentar o mais possível fazer limpeza dos locais que visitamos, no sentido de preservar os locais limpos - lema: CACHE IN - TRASH OUT). Vi depois na net que não deveria colocar os cartuchos no ecoponto amarelo. Agora, também não me parece bem colocá-los no lixo. Alguém me pode dizer qual a melhor forma de me desfazer deles? Existe algum local onde os recolham? Sou da zona de Lisboa. Conhecem alguma entidade que faça reciclagem destes cartuchos?
Obrigada.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?