23 de março de 2007

 

OLHA COMO É PORTUGAL NA UE

Vimos ontem na SIC uma reportagem que, infelizmente, só ajuda a corroborar a ideia que há já muitos anos temos respeitante à gestão do património construído do nosso país em geral e à nossa região em particular: uma anarquia completa. Desta vez, tratou-se da trasladação e desmontagem de um antigo tanque-fonte em granito na vila histórica de Alpedrinha, concelho do Fundão. Descansem que o monumento em causa não foi (por enquanto?), o espectacular chafariz joanino, autêntico ex-libris desta vila da Gardunha. È verdade que a dita fonte que se situa numa das artérias do casco histórico, não possui um grande interesse artístico não estando, por isso, classificada. Mas esta de ter desmontado um monumento público porque o senhor presidente da Junta da terra se lembrou de o fazer dá para questionar muita coisa, muita gente e instituição. Pelo ouvido na reportagem, as velhinhas da rua tem muitos bicos de papagaio motivados pela tipologia do tanque e lá apareceram dizendo que lavavam a roupa na rua ou porque não têm máquina ou porque são pobres. Que raio é isto? Então em Alpedrinha, uma das localidades com maior aptidão turística da região, conhecida nacional e internacionalmente pelo seu peculiar património construído, neste País tão dado ao progresso ainda se lava roupa nas ruas... Que bucólico! Que tipíco! Que grande cartaz turístico! Olhem, o pessoal do ex- Ippar, cada vez mais transformados em agentes turísticos, pode aproveitar a deixa para lançar mais uma rota dos “nossos” patrimónios: A rota das Lavadeiras da A23. Talvez provoque mais fluxo do que a dos castelos, a das aldeias históricas ou a dos frescos.

Sem ironias. O que é mais grave em mais esta ‘estória’ associada ao património da região foi o facto do senhor Presidente da Junta ter avançado com a obra passando por cima de todos os procedimentos que uma iniciativa desta natureza por lei, POR LEI repetimos, obriga. Qual IPPAR? Qual Câmara? Cá na terra sou eu que mando! Pois bem a estória pode dar perda de mandato do senhor autarca. Aguardemos os desenvolvimentos. O que também foi muito deprimente, e não vamos ligar muito a todas as informações e postagens vinculadas principalmente pelo Blog: http://www.alpedrinhacalateechupa.blogspot.com/, é sabermos quem foi o senhor Presidente da Junta de Freguesia da nobre vila de Alpedrinha. Pensam que se trata de um pobre diabo do Portugal dito profundo? Nada disso. O senhor Presidente da Junta, militante histórico do partido do actual governo, foi vereador na Câmara Municipal do Fundão e, pasmem-se, adjunto do Senhor Governador Civil no governo do senhor Engenheiro António Guterres, que tinha a Beira no coração. Isto é: o senhor Presidente da Junta de Alpedrinha já representou o Governo central na nossa região. Não nos querendo meter em lutas caseiras apenas duas coisas. Estamos para ver a atitude do ex IPPAR nesta «estória» se repõe mesmo a legalidade e comunica ao Ministério Público o facto. Segundo, como pelos vistos o Senhor Presidente da Junta de Alpedrinha também têm muita influência numa entidade privada da terra de apoio social, veja lá se a mesma ajuda a fazer uns tanques públicos em condições. É que Portugal não é uma República das Bananas. Temos leis para cumprir e devemos estar sempre preocupados pela evolução da arteriosclerose da terceira idade das nossas terras da Beira, mentalmente ainda tão profundas.

Etiquetas: , ,


Comments:
Joaquim, eu já tenho a solução para os problemas económicos e turísticos de Alpedrinha pá!

É simples, muda-se o nome para Allpedrinha, vais ver os bifes a acorrer em massa a Alpedrinha!

Agora mais a sério, é uma pena a destruição constante que vamos assistindo, impotentes, do nosso património!... E ainda não se lembraram de começar também em Castelo Novo, para mim uma das mais belas Vilas de Portugal!

Abraço!
 
Caro Joaquim:

Pelos meus lados ate se constroem avenidas sobre calcadas romanas!!!

O mal e geral como vejo eu e ve o meu amigo, os tecnicos do IPPAR e que parece que nao vem nada!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?