24 de janeiro de 2007

 

FALECEU O PROFESSOR DOUTOR OLIVEIRA MARQUES




Com 73 anos, vítima de problemas cardíacos, faleceu o senhor Professor Doutor Oliveira Marques .Ficámos muito tristes com a dura notícia do desaparecimento físico do Grande Sábio da História Medieval Portuguesa. A Liberdade e a Cidadania perderam um dos seus maiores divulgadores e praticantes. Liberdade do pensar e cidadania do agir que constituíram, afinal, os grandes eixos da sua vida como pessoa e como excelente académico. Bem-haja Senhor Professor Doutor António de Oliveira Marques, por nos ter feito captar o movimento continuado da grande aventura do Homem, descobrindo outros caminhos da oficina da História, longe de datas célebres, de acontecimentos e de monumentos falsos, de perniciosos ‘heróis’. Nunca esqueceremos, e entre muitos outros títulos, a sua “Introdução à História da Agricultura Portuguesa”, a sua “ A Sociedade Medieval Portuguesa”, os seus “Ensaios de História medieval Portuguesa”, o seu Guia do Estudante...

No Volume I da 3º edição da sua incontornável “História de Portugal”, da Palas Editores de 1986, a edição tem esta dedicatória: “A António José Saraiva e ao Vitorino Magalhães Godinho de 1974”. Que tempos esperançosos não foram caro e querido Mestre Doutor Oliveira Marques. Sabem qual é a figura que ilustra a capa? Não foi um monumento daqueles que andam por aí a circular em moedas de pseudo-prata, não foi uma cara da iconografia oficial do poder o elemento escolhido. Nada disso. Foi sim, a apreensão realizada por Duarte d’Armas , nos inícios do século XVI, de uma das comunidades mais paupérrima do Portugal periférico de então: a aldeia raiana de Penha Garcia. Compreendemos a mensagem que, infelizmente, continua tão actual. Hoje, à noite a lua está em quarto minguante. Cá os do bando vamos olhar para o Céu lá para o lado da Alfa do Centauro e do Triângulo Austral. Sabemos que o “compasso” vai ter outra luz. “Je cherche l’or du Temps”, não é Mestre? Curvemo-nos diante da memória de Oliveira Marques. Memória que agora começou a sua viagem no infinito.


Comments:
Subscrevo inteiramente as suas palvaras, Joaquim...
 
eu bem sabia que anda aí a mão da maçonaria
 
Caro Joaquim, peço-lhe por favor que responda ao e-mail que lhe enviei, endereçando-lhe um convite por favor.

Abraço!
 
Pode contar comigo. Amanhã entro em contacto com mais vagar. Logo se combina a actividade
 
A primeira intervenção. isto é o primeiro anónimo sou eu o TSFM.
 
Tambem estou consigo!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?