12 de janeiro de 2007

 

Descobridores 3: este sim tinha escrupulos

















«sobressaem, pela sua quantidade (...) as lagariças, localmente designados por lagariços » FH e VC (2007)

«Pela manhã fiz (...) uma excursão pelos arredores da Relva (visitámos uns lajedos onde há cavidades antigas, do género que os arqueólogos portugueses costumam chamar lagares.

Monsanto 15 de Agosto de ............1916

Leite de VASCONCELOS in Na Beira Baixa

“DESCONHECIMENTO”?

Nota- Para a semana seguem os ‘desconhecimentos’ epigráficos romanos


Comments:
Caro Joaquim

Cuidado ao afirmar que o Leite de Vasconcellos era escrupuloso. Não era bem assim, veja-se alguma da correspondência recebida que se encontra no MNA.
Ele aproveitando-se da boa vontade de uns e do trabalho de outros conseguiu muitos materiais para o seu Museu.

um abraço
 
Já descobri! É o síndroma do “Gato Fedorento”...”A estação arqueológica? Fui eu que inventei.”
Infelizmente, tal como já foi dito, os investigadores do séc. XIX também não eram santinhos. Li um artigo da época onde um proprietário rural, depois de autorizar um escavação no seu terreno, se queixa de Vasconcelos esconder o espólio, levando-o para Lisboa sem dar cavaco.
 
Batista.

Não batas mais no ceguinho, as pessoas só têm o valor que nós lhe quisermos dar.
O resto... O tempo se encarregará de dar razão a quem efectivamente se dedicou a esse trabalho com alma e coração.
Um abraço do Veríssimo.
 
Voltei...passei para desejar um bom domingo. Já agora, o Leite de Vasconcelos era de Tarouca (Concelho) do Distrito de Viseu.
 
Dou a mão à palmatória aos meus comentadores, realmente agora lembrei-me que Tavares Proença Júnior também teve problemas com o "mestre".
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?