14 de dezembro de 2006

 

Corria o dia 1 de Julho de 1973, quando nasceu para o mundo, em Idanha-a-Nova o Jornal Raiano: mensário regionalista, tendo por director, proprietário e editor o Padre Adelino Américo Lourenço.
No seu 1º número não aludia à freguesia de Idanha-a-Velha nem ao seu património, mas ao longo dos seus 33 anos de vida muitas foram as ocasiões em que a velha Egitânia foi até tema de capa. Também durante todos estes anos este periódico foi a chama ardente do jornalismo do concelho, descrevendo e denunciando os abusos contra o povo a as instituições, assim como comentando as horas felizes dos idanhenses.
Foi, melhor, é tribuna de liberdade e oásis de saber, defensor das causas raianas e cristãs. Ao seu director de sempre o Amigo Padre Adelino Américo Lourenço, receba deste seu admirador o testemunho sincero de parabéns pelo trabalho desenvolvido e pela coragem de todos os meses dar ao mundo esta publicação histórica. A Idanha é devedora.

Comments:
E que continue por muitos mais anos.
Ja agora, encontra-se "on-line"?

E que se nao tera os dias contados, o governo ja nao ajuda os portes de correio, so ajuda nas publicacoes "on-line".

Um abraco fornense.
 
Joaquim! Bem-hajas pelo apoio a uma responsabilidade assumida há 33 anos, só por dedicação a este bom povo raiano.
Felicito também a oportunidade do teu blog e o interesse com que o fazes.
 
Hoje não Houve pôr do Sol

Hoje não houve pôr do Sol em Monsanto.
Hoje não houve aquele encanto .
Hoje o Céu e as Montanhas estavam de Luto.
Hoje o Teu mais belo pôr do sol, não deu fruto.

As Tuas flores estavam tristes .
Partiste mas sabemos que existes.
O Teu quintal a mais bela Varanda .
A Tua voz límpida como a lavanda.

Sempre nos recebeste com carinho.
Por Ti tínhamos um fraquinho.
Os Teus beijos os Teus abraços .
A Tua alegria contagiante eram como laços.


Oh Anacleto também tem família Alfacinha!
Oh João não cheires o manjerico da Tiazinha!
Oh Terezinha tem a mais bonita casa!
Oh Ritinha já namora!

De Monsanto a Tua maior Aldeã.
Assim dizia a Tua canção.
Cada canto da Tua casa ,lembranças recordo.
Tia Amélia era o Teu nome.


Anacleto Jordão-Crespo
Leiria, 30 de Dezembro 2007
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?