2 de outubro de 2006

 

Eu pecador (desconhecedor) me confesso

Há alguns dias a esta parte difundi um post, perguntando o porquê da não vinda da exposição da ARA sobre 25 sítios arqueológicos da Beira Interior, a Idanha-a-Nova como estava previsto em Janeiro deste ano. A exposição estava ser prevista no Centro Cultural Raiano.

A bendita exposição afinal sempre esteve presente em Idanha-a-Nova, mas noutro local, a Biblioteca Municipal.
Enfim, sou o primeiro a lamentar não ter visto a exposição, pois queria escrever umas linhas sobre ela, tendo inclusivé declinado convites das Câmaras Municipais de Castelo Branco e Fundão para estar lá presente na inauguração, sempre com o intuíto de estar presente , ou na inauguração ou noutro dia em Idanha-a-Nova.

É claro que não recebi qualquer convite para a inauguração. Sei que estou banido do circulo cultural idanhense por ter a coragem de dizer algumas verdades e não fazer vassalagem a quem o não merece por motivos éticos ou científicos. Mas mesmo assim ainda podia ter visitado a exposição noutro dia, mas a divulgação do evento foi tão escassa (se é que houve) que passou completamente despercebida, nem sequer nos jornais regionais li nada a respeito. Só por mera casualidade a conseguiria ver...

Enfim foi uma exposição secreta, só aberta aos ilustres personagens da "coltora alarva".
Comments:
Da "coltota alarva" essa e boa!!!

Mas o meu amigo sabera melhor que eu pois e dai.

Um abraco fornense.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?