21 de julho de 2006

 

As Instituições e as esmolas

Por terras de Idanha-a-Velha, também já se vai observando alguns sinais de "progresso". Há dois dias atrás duas jovens entram pela casa de um idoso fazendo-se passar por elementos dos bombeiros voluntários de Idanha-a-Nova que andavam a fazer um peditório. O velhote lá lhes foi dizendo que a vida estava má, mas se era para os bombeiros sempre dava qualquer coisa. Meteu a mão no bolso, tirou a carteira e de lá retirou 5 euros que entregou a uma das moças. Só não estava à espera que a outra num movimento brusco lhe arrancasse a carteira da mão e ambas as moçoilas saíssem disparadas porta a fora. No exterior um carro branco as esperava e no qual desapareceram em poucos segundos. Na carteira haveria cerca de cinquenta e tal euros, não era nenhuma fortuna, mas é capaz de fazer falta ao Ti João.

No meio de tudo isto pergunto-me o porquê de Instituições como os Bombeiros andarem à esmola de vez enquando. Se a sociedade quer ter Bombeiros tem de os sustentar e os controlar. Acho pouco digno os Bombeiros andarem a pedir porta a porta (quando andam), acho que deve ser humilhante para eles próprios e serve de mobil para espertalhões como os actuantes em Idanha-a-Velha.

Numa sociedade que se diz avançada acho muito mal os peditórios para Instituições, até a recolha de alimentos em hipermercados, etc. Se por um lado penso que o tempo da esmolazinha já deveria ter acabado, também sou consciente que muitos dos fundos e produtos arranjados por estes métodos, geralmente não chegam a quem deveriam chegar.

Esmolas? Não Ofertório, e só na Igreja e para a Comissão de Festas (também depende das caras).

Comments:
Sem duvida nenhuma de lamentar!
No que toca aos bombeiros, tambem creio que deviam ser providos de fundos por outros meios, sem necessitar de peditorios.

Um abraco e bom fim de semana.
 
De facto existe gente sem coração que se aproveita dos nossos velhotes. Quem nos diz que esses 50€ eram o que restava de uma pequena reforma.
Quanto aos bombeiros, fazem o que podem para nos servir melhor enquanto o sistema mais justo chegue.
Esperamos por dias melhores.
 
É verdade, é o país em que vivemos. Já alguem disse á 32 anos atráz, que haviam alguns 'estados', o ultimo foi, «o estado a que isto chegou» citando o capitão de abril.
Como é que pode haver motivação e profissionalismo em Homens que necessitam de mendigar uma esmola.
Aqui em lisboa, costumam estar nos sinais de transito, tal como muleques, que se munidos de um balde com agua,e um pano poderiam lavar os vidros dos carros.
VERGONHOSO para o Estado em que vivemos ,é claro...
 
Completamente de acordo consigo. Acrescento o repúdio por estes e estas Zés do Telhado modernos que roubam aos pobres...para dar talvez à droga. É muito triste e sombrio este tempo que nos é dado viver...
Abraço
LFM
 
Pois, 0,001% da riqueza mundial seria suficiente para acabar com a fome no mundo.
Por certo que ainda sobrava qualquer coisita para os bombeiros.
 
Caro Joaquim Batista, andava aqui na net e li por Idanha-a-Velha, como eu sou de Idanha-a-nova, entrei e fiquei muito surpriendido com o poste das jovens que se fizeram passar por bombeiros e como eu sou bombeiro mais ainda me suprendeu, pois não é costume Os bombeiros voluntários de Idanha-a-Nova fazer peditórios porta a porta, pois desde que eu me conheço e já são alguns anos nunca vi fazer peditório desse genero. os unicos peditórios que efectua São pela altura da Senhora do Almurtão e na festa de Penha garcia, mas na estrada nunca porta a porta.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?