29 de maio de 2006

 

Calmões. Enigma por desvendar


Vou relatar um facto que acontece, segundo me informaram, na aldeia de Alcafozes (concelho de Idanha-a-Nova).
Em algumas famílias de sete em sete gerações nasce um membro dessa família com cauda (rabo), e a essas famílias dão o nome de calmões. A que propósito? Alguém consegue levantar um pouco do véu? Tratar-se-à de alguma prática de exclusão social já conhecida em algum lado? Há paralelos? Realmente estou curioso. Na bibliografia da região nada está registado. Se alguém puder ajudar agradecia. A foto foi retirada daqui.

Comments:
Tambem eu fiquei curioso, se souber algo mais deixe-nos saber.

Um abraco beirao.
 
Não sou especialista no assunto, mas parece-me tratar-se de uma malformação genética, não muito comum, mas conhecida.
Tal número de ocorrências poderá estar relaccionado com os laços de consanguinidade muitas vezes existentes nessas aldeias, responsáveis pela transmissão de doenças genéticas. Certas aldeias possuem maior número de casos que qualquer outro(como por exemplo a doença dos pézinhos, característica de uma aldeia da beira, da qual não me lembro do nome).
O código genético dos habitantes torna-se menos diversificado, tornando-se mais fácil o surgimento dos genes responsáveis por defeitos (e todos sabemos o que se diz acerca dos filhos de parentes próximos).
Relativamente ás sete gerações, é curioso, mas não surpreendente, basta lembrar o que sucede ao sétimo filho de um sétimo filho (torna-se lobisomem, se não for baptizado com um nome específico), o mesmo se aplica ao sexo feminino (tornarse-á bruxa)...
Torna-se claro que se trata da aplicação do tal número de carácter sagrado/mágico, o sete, a uma ocorrência bizarra, que os habitante não sabem explicar, e vêem como algo sobrenatural...
 
E os Alarves?
 
Não é malformação nenhuma!
A cauda, de que temos restos, TODOS TEMOS, faz parte do código genético dos primatas, o que para alguns, senão muitos, teimam em esquecer!
 
Sim todos temos, em fase embrionária,mas acaba por desaparecer antes do nascimento. Aliás, os embriões humanos, nos primeiros meses, são praticamente impossíveis de distinguir dos restantes primatas...
A verdade é que essa malformação existe mesmo.
Alguns humanos nascem com cauda.
Quanto aos alarves, acho que esses são-no por opção...
 
De volta (o anterior comentário também era meu), se querem um caso, aqui têm um:

http://www.thefetus.net/page.php?id=997

E outro...

http://www.visual-evolution.com/tails.htm
 
Obrigado pelos contributos RR, foram muito importantes
 
E os alarves?
 
Sobre essa "mutação" não sei nada, mas reconheci o nome que dão a essas famílias. Não sou muito entendido na matéria, mas julgo que "Calmão" era uma das alcunhas atribuídas a Judeus ou Cristãos Novos.
Assim como existe o termo Marranos.
No entanto acho que estes dois termos se referem a camadas socias/económicas diferentes.
 
Continuo que não e malformação.
Já temos é vergonha de ter cauda.
Temos vergonha de pertencer à natureza.
Estamos demasiado domesticados. A prova disso é que, depois, fazemos alarvidades por opção.
 
Em continuacao do comentario do amigo Portugal: Tem o amigo Batista conhecimento de que alguma familia dessas onde houve os tais "calmoes" fosse de ascendencia judaica?
 
eu sou de Alcafozes e nunca ouvi tal coisa.
menciona alguem que "calmões" seria o nome dado a cristãos novos... isso é outra historia, de facto a quando da explusão dos judeus de Portugal houve familias judias que se instalaram em Alcafozes...
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?